terça-feira, 4 de novembro de 2008

GINÁSTICA AERÓBICA ESPORTIVA

PROVAS
Dinamismo, força, flexibilidade, coordenação e ritmo são o que os atletas dessa modalidade procuram mostrar aos juízes em menos de 2 minutos de rotina. A apresentação é feita em um tablado que mede 7m x 7m e é acompanhada por música.
















CATEGORIAS



Os movimentos executados são divididos em várias “famílias”, ou seja, agrupamentos, que vão de A até F. Os elementos da família A são os mais simples (e, portanto, os que recebem menor pontuação) e os da família F são os mais complexos (sendo então os que possuem maior valor de ponto).A rotina deve mostrar exercícios equilibrados e executados com a melhor postura e técnica possíveis. Em todas as categorias, cada rotina deve apresentar até 12 elementos, respeitando-se os limites de valores de elemento de cada uma delas. Assim o ginasta, ao final da rotina, terá apresentado seu dinamismo e força estática, flexibilidade, equilíbrio e habilidade para executar saltos. O atleta deve também demonstrar combinações de passos aeróbicos e seqüências, incluindo os sete passos básicos obrigatórios.










REGRAS
A Aeróbica Esportiva é a habilidade de realizar padrões de movimentos completos originados na Ginástica Aeróbica tradicional e de alta intensidade. Os padrões de movimentos estão constituídos por uma série de elementos de dificuldade. A maioria destes elementos são originários da Ginástica Artística.Tanto os movimentos da Ginástica Aeróbica tradicional como os elementos da Ginástica Esportiva devem ser realizados com uma técnica correta. Todos os movimentos e elementos compõem uma rotina coreográfica, onde se deve demonstrar criatividade, força, resistência, flexibilidade, carisma e uma perfeita interpretação da música através do corpo e do movimento.Existem certos requisitos requeridos dentro de uma apresentação coreográfica de ginástica aeróbica de competição, como por exemplo os aspectos Artístico, Execução e Dificuldade.Artísticos: para cumprir este requisito, a rotina deve ser dinâmica e demonstrar criatividade com uma coreografia expressiva com transições fluidas e com o estilo específico da ginástica aeróbica. Também deverá demonstrar força e flexibilidade de ambos os lados do corpo sem repetição de nenhum elemento.Execução: todo exercício cuja performance não se realize de acordo com a definição da ginástica aeróbica de competição, está sujeito a descontos. Até porque a correta execução técnica permite um melhor controle do movimento evitando também desta maneira possíveis lesões. Dentro da execução coreográfica de dupla, trio e grupos, não é permitido mais de quatro 'lifts' (figuras, formações) em toda a rotina, incluindo a pose inicial e final.Dificuldade: em todas as categorias, poderão ser executados até doze elementos na rotina, respeitando-se os limites de valores de elementos para cada uma delas. Incluir elementos faz com que a série fique mais variada, equilibrada e chamativa. A Ginástica Aeróbica Esportiva requer uma habilidade tal que o competidor mostre uma postura erguida, que denote força muscular espinhal, além de um correto alinhamento das articulações. Os movimentos que demonstram os braços e as pernas devem ser fortes e definidos. É essencial mostrar uma lógica utilização do espaço, exercícios de solo, translações sobre a área de competição e movimentos aéreos.A performance completa de uma rotina deve realizar-se junto com a totalidade da composição musical.Voltando à família dos elementos, podemos dizer que são seis: força estática; força dinâmica; saltos e giros; equilíbrio; passadas; flexibilidade.No Artístico avaliaremos a coreografia, apresentação, musicalidade e companheirismo

Na Execução, a coordenação, intensidade, postura, sincronismo e a dificuldade dadas pelos elementos utilizados. Não esquecendo que na ginástica aeróbica desportiva não estão permitidas as hiper-extensões da coluna vertebral, nem suportes de peso extra por parte da mesma. Pretende-se que em todo o momento se observe uma linha natural da postura.Todos os que são amantes da ginástica podem realizar este esporte, e sobretudo também desde cedo podemos educar o corpo com este estilo de movimentos. Não há limite de idade, dependerá exclusivamente do treinamento, das qualidades físicas e da luta e força de vontade.Nos treinamentos enfocam um todo, trabalha-se a força, a resistência, a flexibilidade, o equilíbrio, a coordenação, para que pouco a pouco o corpo se adapte às exigências da ginástica aeróbica competitiva.Dia a dia, deve-se trabalhar com entusiasmo e esmero a formação dos atletas, dando-lhes conhecimento e experiência, para que possam buscar novos objetivos

Um comentário:

Jason disse...

Brigadão fessora...me ajudou a entender agora, depois daquele fracasso de prova q eu fiz, pelo amor, mais agora entendi bem sobre os tipos de ginastica,t+ fessora,parabes pelo blog.